Comunicação, Web

Esse Marketing 2.0!

2 57

Esse negócio de marketing viral balança a cabeça de qualquer um. Faz pessoas mudarem de ramo pela forma incrível como são executados, e vou ser franco, como toma nossas mentes, é apaixonante. Transforma conceitos sobre produtos e realiza façanhas que precisariam de anos em uma campanha convencional. A publicidade 2.0 tem ganhado espaço como nunca, empresas que achamos “mortas” -até certo ponto- na propaganda, nos impressionam com práticas super atualizadas. Essa prática comum no exterior tem chegado ao Brasil como uma avalanche, e cresce as empresas que estão estudando uma forma de executar essa tendência (se podemos chamar assim). Percebemos nitidamente o avanço nessa área. E o mais surpreendente é que não há investimentos absurdos, nem regra em “10 passos para se executar…”.


Basta um bom planejamento, uma boa equipe e principalmente uma excelente idéia. Nós sabemos que a melhor propaganda é o “boca a boca”. Pois bem! “Force” isso acontecer de forma “natural”! O sucesso dessas campanhas está justamente na união do contraste entre essas duas palavrinhas: “force” e “natural”. Hã? O que forçamos conseqüentemente não é natural. Mas a força do Marketing Viral está justamente nessa idéia: conseguirmos de alguma forma forçar a idéia de um produto fazendo com que se propague de forma natural entre os consumidores.

O que um dia era necessário gastar milhões na compra de equipamentos, milhões na contratação de atores e uma agência ferrada (desculpe o termo, só encontrei esse) para produzir os comerciais, teasers etc, agora ficou ridículo de acessível. Um simples blogueiro pode executar uma campanha viral para promover seu blog. Agora cá entre nós: sabemos que isso tem acontecido, não?

Engraçado que para se executar um marketing nesse nível precisamos analisar o comportamento natural do consumidor, dia após dia, principalmente quando é definido um público alvo. Mas você me pergunta: a publicidade convencional também não faz isso? Respondo: não tão de perto como o “Marketing 2.0”. Nessa prática atual é analisado o consumidor muito intimamente, lado a lado, como se fosse um colega de trabalho. É uma ação direta, até mesmo atingindo poucos inicialmente. A grande diferença é o “boom” causado em pouco tempo com os acontecimentos naturais que comentei agora pouco.

Um exemplo legal de ser comentado está sendo explicado aqui no Contraditorium.

Não pesquisei sobre as primeiras campanhas virais, deixo isso para você!! Me ajudem. Mas digo que isso tem se tornado forte, muito forte e se as grandes que ainda não acreditam principalmente na web para tais efeitos, vão cair, afinal, uma pequena no mundo real pode ser uma gigante no meio virtual. E o inverso? Tomem cuidado…

Sobre o autor / 

Daniel Accorsi

Analista Web/Sistemas formado em 2004 pela Universidade UniFil em Londrina/PR, MBA em Marketing Digital e Gestão de Projetos Web, blogueiro, desenvolvedor Kinect e fotografia como hobby. Me encontre no Twitter - @DanielAccorsi

Comentários

Arquivo

Receba por e-mail

Você receberá pro e-mail as novas publicações do Alvo Conhecimento. Poderá cancelar a qualquer momento.