Comportamento

Você não consegue terminar o que começa?

125 73585

metade_alvo_conhecimentoNão se assuste! Você não está sozinho nessa… Não tenho vergonha de dizer que já tive problemas muito sérios com isso. Há uma solução.
O primeiro fator é identificar se você realmente sofre disso, mas como? Comece a avaliar suas últimas ações: o que tem feito nos últimos dois anos? Como: projetos não finalizados, planos não concretizados (aqueles que fazemos anualmente), promessas não cumpridas, ter a sensação de estar vivendo um sonho (essa é a mais séria e difícil de identificar) etc. Pense por um tempo e tente se organizar nessa tarefa, se precisar vá escrevendo suas lembranças. Ao começar a fazer isso, perceba sua sensação de responsabilidade vindo à tona, mas ao mesmo tempo uma sensação de surpresa por lembrar algumas situações não finalizadas que já estavam escondidas em seu subconsciente.

Em 2007 escrevi sobre nossas prioridades, como nossa mente trabalha e como podemos aliviá-la de cargas desnecessárias. Recomendo sua leitura aqui, pois estes são fatores bem fortes que podem levar você a criar barreiras para concluir projetos. Estamos falando em afetar (e muito) no seu comportamento diário, principalmente na sua área profissional, na qual se dedica maior parte de seu tempo.

Além disso, há três áreas que gostaria de focar rapidamente: Ansiedade, Empolgação e Força de vontade.

Ansiedade

Você sabe o que é ansiedade? Primeiramente, veja aqui na Wikipédia sua definição.

Agora no dicionário:

ansiedade
s. f.
1. Comoção aflitiva do espírito que receia que uma coisa suceda ou não.
2. Sofrimento de quem espera o que é certo vir; impaciência.

Disponibilizo aqui um vídeo de uma entrevista, relacionado à ansiedade, talvez você nunca tenha pensado dessa forma, mas ela é um fator natural, só precisamos saber como administrá-la. A ansiedade fora de controle tem muitas conseqüências, até mesmo físicas.

 

 

A ligação da ansiedade com seus projetos inacabados é o ato do ser humano em jogar uma carga negativa na realização de uma tarefa. Você então se torna ansioso por alguma coisa. Não devemos generalizar, não são todos os projetos inacabados frutos de uma ansiedade mal administrada.É como se algo já estivesse em sua mente esperando que fosse colocado para fora, mas até então não houve força suficiente para se tornar realidade.

Práticas que podem ajudar na ansiedade: exercícios diários, menos cafeína, e no momento da crise, tenha consciência de onde está e do que está fazendo neste lugar, concentre-se.

Esse ainda não é o fator principal, então nos deparamos com a…

Empolgação

Vamos falar aqui da empolgação explosiva. Eu geralmente costumo falar que a empolgação é inimiga do homem, apenas uma opinião própria. Na prática a empolgação é um ato momentâneo que impulsiona a iniciarmos algo. É como um sopro, mas logo se acaba por falta de fôlego. Tenho a plena convicção que a empolgação não me serve. Quando dizemos: “Estou empolgado em fazer isso!” Estamos nada mais que dizendo que “agora eu quero fazer isso, mas não tenho certeza se vou continuar”.
Misture isso com a “aquela” ansiedade (comentada logo acima), nossa mente vira uma salada. Para sair disso… Bom, deixemos para o final.

Quando eu comecei a detectar isso em mim, me acostumei fazer dessa forma: Nos momentos de empolgação (seja qual for o tipo) paro imediatamente e começo a analisar porque estou “processando” tal situação ou idéia. Pergunto-me se é viável fazer, se é possível, quanto tempo é necessário executar e quais serão minhas atividades principais para tornar realidade. Não é nada sistemático, apenas coloco o pé no chão e penso sobre a viabilidade. Se for o caso, começo a escrever sobre o assunto.

Uma forma de avaliar se tudo foi um mero surto de empolgação é engavetar a idéia (quando possível) e voltar a pensar no assunto somente dois, três dias depois ou até mesmo uma semana. Se você novamente se sentir animado e encorajado, vá fundo e programe-se nessa nova tarefa.

Não se torne vítima de uma empolgação explosiva, isso vai lhe causar grandes decepções, acredite!

E por fim a…

Força de vontade

Nesse contexto, o que faz você parar de fazer o que está fazendo é a mudança repentina de desejo em realizar outra tarefa. Podemos dizer que esse desejo por outra tarefa é resultado de uma empolgação explosiva inicial. Nesse exato momento você precisa de uma dose extra de consciência de que o término da atual tarefa é muito mais importante do que o inicio de outra.

Lembre-se que aqui estamos num contexto específico, pois existem muitos fatores que podem nos conduzir a parar o que estamos fazendo, não é mesmo? As vezes pode ser necessário.

Não adianta tentarmos trabalhar nossa ansiedade e nossa empolgação se não conseguimos nos motivar a realizar nossas responsabilidades. A auto motivação é uma arma extraordinária para vencermos o problema de deixar situações inacabadas. Cada um de nós precisa de uma dose particular de motivação para concretizarmos nossos projetos. A fonte de energia para fazer girar essas engrenagens em nossa mente é diferente para cada indivíduo. Descubra como se auto motivar. Quem sabe teremos um post somente sobre isso? 😉

Leia também sobre como permanecer focado em suas atividades.

Sobre o autor / 

Daniel Accorsi

Analista Web/Sistemas formado em 2004 pela Universidade UniFil em Londrina/PR, MBA em Marketing Digital e Gestão de Projetos Web, blogueiro, desenvolvedor Kinect e fotografia como hobby. Me encontre no Twitter - @DanielAccorsi

125 Comentários

  1. Marcio 26/06/2009 at 08:19 -  Responder

    Muito bom o texto, acredito que esse problema seja de muitos.

    • evelyn 18/06/2013 at 10:50 -  Responder

      esse é o meu rs 🙁 nao sei por onde começar .. tenho muita duvida

  2. Dika 02/07/2009 at 15:24 -  Responder

    Dani, achei muito importante esse destaque para a “tomada de consciência”. Uma vez dectada a verdade, ou seja, “estou deixando pra depois”, fica mais fácil não procrastinar. Até porque compreendemos que temos escolha diante da situação: finalizá-la ou não, e os danos ou benefícios da escolha (certa). São posturas simples, diárias e muito, mas muito eficazes para viver melhor. Parabéns pelo tema e o texto. Achei esclarecedor. Bjo.

  3. rosemeire da silva 03/07/2009 at 08:44 -  Responder

    Dani, achei extremamente importante, que tem muita gente que as vezes desiste de sonhar, não tem escolha diante da situação, medo de finalizar. Achei lindo tudo isto muitooooooooo bom beijos Rosemeire

  4. Luciana 03/07/2009 at 14:09 -  Responder

    Dani, excelente o texto! Assim como você, também não tenho vergonha em dizer que tiver muitos problemas em minha vida por procrastinar muitas coisas. Assuntos e questões importantes da vida de um(a) jovem, são seriamente afetados pelo simples fato de “amanhã eu faço”. Hoje, estou lutando e remindo o tempo, pois deixei oportunidades passarem, decisões importantes foram adiadas, e sonhos ficaram adormecidos! Problemas que eram simples e pequenos, acabam se tornando gigantes em nossas vidas. Se nós finalizarmos com o “deixar pra depois” no nosso dia a dia, teremos uma vida com um doce sabor de realizações!

  5. Rafaela 01/11/2010 at 13:24 -  Responder

    Sinceramente eu acho que esse texto um dia ainda vai salvar a minha vida.

    • Daniel Accorsi 01/11/2010 at 13:50 -  Responder

      Olá Rafaela, tudo bem?

      Porque você diz isso? Compartilhe conosco. Talvez seu problema possa ser o de muitos.

      • Angela c. Silva 26/08/2013 at 11:09 -  Responder

        Bom dia. Esse texto em meio aos meus problemas refere-se á mim. tenho dificuldade pra pensar, pra colocar todos os “pintos nos is”, pra resolver certo problemas, sendo ele pequeno ou complexo Faço faculdade, ou melhor tento fazer desde 2009, sempre eu paro, ou abandono, acumulo dividas, até agora tô enrolada com dividas e o mesmo curso num consigo ir as aulas, meu trabalho eu falto muito, relacionamento eu não consigo ficar firme, ou nem da um basta final. Sempre fui mal resolvida em todos os fatores. Eu não consigo terminar o que começo, perco a vontade, coloco dificuldades que não existem..Enfim me sinto péssima em não conseguir me alto entender !

        • Letícia 11/10/2013 at 02:35 -  Responder

          Estou na mesma situação da Angela.
          Nunca termino nada daquilo que começo.
          Tenho 25 anos, não terminei o colégio, parei no 2° ano do ensino médio. Tentei por diversas vezes retomar os estudos, e sempre paro na metade do caminho.
          Esse ano mesmo decidi voltar e fazer um supletivo para terminar mais rápido. De nada adiantou. Frequentei somente algumas semanas e parei.
          Não consigo também me manter empregada. Faltava demais no meu antigo trabalho, e quando ia voltava embora pois do nada me dava uma crise de choro e não conseguia parar e me concentrar no trabalho. São diversas coisas que começo e não consigo levar a diante. Isso me deixa péssima, pois tenho muitos sonhos, um deles é me formar, fazer uma faculdade, e ter sucesso profissional. Não sei se vou conseguir dessa maneira, não sei mais o que fazer. Não me entendo!

          • Nan 09/02/2016 at 22:46 - 

            Passo pela mesma situação que você, Letícia.

        • Guilherme 20/10/2015 at 15:49 -  Responder

          Você acabou de falar exatamente o que se passa comigo. Já pensei diversas vezes em procurar um terapeuta ou psiquiatra por causa disso, mas falta verba =( E até lá vou lutando e lutando e me decepcionando, não paro de pensar no dia em que tudo sair certo o quão grade vai ser minha realização.

        • gil 16/11/2015 at 08:54 -  Responder

          Olá Angela, tbm me sinto assim, tbm nao sei como resolver. Buscando respostas.

  6. Ariane 08/02/2011 at 14:02 -  Responder

    Muito obrigado!!!! já fasso terapia e tomo ansiolitico (fluoxetina), mas tudo o que vc escreveu era a primeira coisa que eu devia ter ouvido da minha psicologa, foi muito importante… bj

  7. Bia 31/05/2011 at 11:28 -  Responder

    Eu tenho esse problema há anos, mas não sei mesmo como resolver. É muito complicado já que, por exemplo, a faculdade dura 5 anos e não estou me segurando mais no 3º ano. Seria melhor buscar o auxílio de um profissional para orientação de como tratar essa situação??

    • Daniel Accorsi 31/05/2011 at 17:36 -  Responder

      Bia! Existem vários graus para este tipo de problema. Você percisa ter muita força de vontade para permanecer na facultade. Se desistir, vai dar chance para muitos outros fracasos (ou desistências). Precisa levantar todos os dias se imaginar numa batalha! Afinal, isso que a vida é! Permaneça firme! E respondendo sua pergunta: sim, procure uma orientação profissional. Você vai ser orientada com novas estratégias para vencer nessa área.

      Abraços!

      • rodrigo 01/10/2012 at 00:58 -  Responder

        cara!!! muito obrigado, vou lutar por minha vida. tenho q ser mais forte pra concluir o q iniciei!

    • Marivaldo Holanda 18/05/2016 at 00:57 -  Responder

      Passo pelo mesmo problema. Minha Graduação é de três anos, seis semestres no caso, e no inicio do curso, eu estava super empolgado, porém, chegando no meio do curso (iniciando o quarto semestre), me bateu uma depressão, que me parece ser problema espiritual.

  8. Luísa 30/09/2011 at 10:23 -  Responder

    Muito bom, me identifico com esse problema…é muito difícil superar essa dificuldade, só sabe quem passa. Talvez para os outros pareça desleixo, negligência, ou coisas do tipo, mas percebi que é um problema mesmo, talvez uma doença, e que quem sofre deve procurar sempre se policiar. Quem sabe até procurar ajuda de psicólogo como já fiz.

  9. ANÔNIMO 10/11/2011 at 16:04 -  Responder

    sofro disso ;/ e muito ruim as pessoas acaba não dano mais valor a vc eu me sinto assim =(

    • Daniel Accorsi 10/11/2011 at 16:08 -  Responder

      É verdade que você vai perdendo a credibilidade perante as pessoas. Elas, com o tempo vão desacreditando em suas promessas. Passei por isso colega. A questão chave é você ser firme consigo mesmo, seja violento nas suas ações, afinal, você sabe o que deve ser feito e como fazer. Vença isso!!

      • Mary 31/03/2013 at 21:31 -  Responder

        Sofro disso a mais ou menos 8 anos. Acho que foi quando tive que voltar pra minha cidade por conta de alguns problemas familiares, e abortar/adiar alguns sonhos, desde então, nunca os conclui. E isso me trouxe varios problemas, no trabalho, financeiros, pessoal (relacionamentos afetivos), auto-estima e etc. Sempre fui muito bem sucedida em tudo que fazia, era reconhecida, tinha motivação, e vivia com equilibrio. Hj, estou estou em busca da cura disso, de “um basta”. Estou tentando me organizar. O problema maior, é que agora tenho uma filha, e isso acabou afetando a ela tambem, que no momento nem esta morando comigo, está em outra cidade. Estamos sofrendo muito por conta disso, mas estou buscando solucionar. Não faço terapia; alias, até faço, mas somente pela internet, pesquisando sobre, lendo algunsprofissionais falando sobre, como estou fazendo agora. Sempre fico mais fortalecida e consigo encontrar estratégias e planejamento; uma delas foi o meu auto-conhecimento. Saber o que quero, como eu quero, como eu posso fazer, e ir por etapas. Não está fácil. Vai durar um tempo, porque é muita bagunça! rs rs
        Espero ter ajudado alguem, pq a mim, escrever este depoimento, ja é algo muito importante pra eu não esquecer e continuar a luta.
        Obrigada!

        • Daniel Accorsi 01/04/2013 at 08:23 -  Responder

          Olá Mary, obrigado pelo retorno e por compartilhar suas experiências. Com certeza é muito importante para todos, principalmente para encorajamento. Tenho dois links para você:
          1. Grupo no Facebook que comecei recentemente para o pessoal que se encontrar com o mesmo problema (ou algum conhecido): http://on.fb.me/14I5uUp

          2. Um post atualizado e com mais informações, escrito recentemente: http://bit.ly/XajWlx

          Participe e sucesso no seu caminho.

  10. marga 16/11/2011 at 17:17 -  Responder

    por favor se tem como alguem entrar em contato gostaria muito de esclarecer algumas duvidas isso esta acabando comigo e ateh eu msm estou me achando uma fraca diante de algo que nao consigo terminar isso esta relacionado ate nos relacionamentos amorosos nao consigo dar continuidade me ajudem meu e-mail. marga_click@hotmail.com

  11. czej 29/11/2011 at 02:43 -  Responder

    tenho 80% dos sintomas.
    e, algumas dúvidas.
    mas, á principal é: isso é uma doença?
    e, qual o nome.
    só preciso disso, para procurar "ajuda".
    obrigado, pelo belo post.

  12. czej 29/11/2011 at 02:49 -  Responder

    hey amigos, gostaria que deixassem o e-mail de vocês para conversarmos, trocar experiências e relatos, e podermos ajudar uns aos outros.
    obrigado, até logo força para todos nós.

  13. Anderson Praxedes 09/01/2012 at 18:23 -  Responder

    Muito bom o post, através dele consegui indentificar o que me prejudicava a muito tempo e não sabia como resolver
    Agora é tudo no papel, estudar bem cada situação, se é possível começar algo e mais importante, se consigo terminá-lo, não ir com ansiedade nem empolgação, analisando bem e vendo se dá pra fazer é hora de traçar metas, planos de ação, etc.
    Muito obrigado!

  14. Juliana 16/01/2012 at 12:30 -  Responder

    ola, pessoal eu amei esse texto eu provavelmente sou uma pessoa que começa uma coisa e para no caminho . eu estou no meio dessas pessoas começo ter baixo auto estima
    pensar que as meninas são mais bonitas e inteligentes do que eu então me sinto um peixe fora dagua quero acabar com isso

  15. kbb 17/01/2012 at 15:57 -  Responder

    bom…tambem sou assim ..infelizmente…vejo minhas amigas de adolescencia ja terminaram faculdade,trabalhando na área e eu não….parece q o tempo passou e eu nao acompanhei…mas vo tentar fazer de tudo pra melhorar isso….esse texto me ajudou muito tb…

  16. jorge uilliam 06/02/2012 at 12:26 -  Responder

    eu sou assim desde adolecente começo as coisas e nao consigo terminalas eu comerço colcar obstaculos sentir angustiado em relizar aquela tarefa sofro muito com isso mim sinto um nada um fracassado fico mim achand um preguçoso um inutil ja perdi toda a credibilidade com mnha famlia o q eu faço alguem mim ajudar por favor ja ando desesperado acho q naum sou capas de realizar nada…

  17. paulo henrique 02/04/2012 at 17:27 -  Responder

    poxa gente valeu mesmo como o dani falou eu nao sou o unico com esse problema, mas todos aqui me emocionaram com com os relatos , com os pedidos de ajuda , e isso e legal. tenho esse problema por 42 anos . quer dizer toda minha vida kkkkkkkkkkkk. mas estou cansado isso faz msn mal espero que vcs tambem possam me ajudar a contruir esse castelo realizar esses sonhos que afinal sonhar e viver e se um nao estar vivendo bem poxa nao tem sonho. amei o texto e tb a participaçao de todos bjs

  18. Camila ;D 25/04/2012 at 11:55 -  Responder

    Olá Pessoal.

    Também sofro com o começa e não termina.
    Há uma meneira de conseguir se livrar disso ???
    Bjão

  19. RUTH 21/05/2012 at 07:25 -  Responder

    Olá,eu busquei sobre esse assunto no google,foi como um clic.Estava pensando sobre a minha vida e pensei se na internet eu encotraria algo a respeito,pois bem,confesso q. estou aliviada por não está só,e digo que vc me descreveu por completo eu sou tudo isso é como se tudo em mim fosse metade. obg.

  20. Juliana 08/06/2012 at 23:49 -  Responder

    Enquanto lia, fui me identificando com várias pessoas. Sou uma ansiosa doente. Já tive vários ataques de pânico e não durmo numa casa sem que tenha um rivotril, pelo menos por precaução. Me sinto desacreditada, acumulo coisas, não consigo organizar, ler um livro, ter um pouco de sossego. É muito chato, parece que a vida está por começar e não começa, quando eu fizer isso ou aquilo ficarei bem e a lista só aumenta e mais frustração…Mas também fiz uma lista das coisas

    • Rita 06/06/2015 at 16:10 -  Responder

      Rita 06/06.2015.Estou passando pelas mesmas coisas.Vou até copiar a sua fala.”Me sinto desacreditada, acumulo coisas, não consigo organizar, ler um livro(coisa que gostava muito de fazer), ter um pouco de sossego. É muito chato, parece que a vida está por começar e não começa, quando eu fizer isso ou aquilo ficarei bem e a lista só aumenta e mais frustração…
      Tenho vontade de fazer muitas coisas ao mesmo tempo e quando não concluo me dá uma frustração enorme e me dá uma vontade de parar o mundo pra que eu possa descer….pois tá pesado demais. Só não desisto porque sei que tem um Deus que me ama e cuida de mim. Meu problema é nunca saber dizer não e quando tento as pessoas ficam chateadas comigo, mas ninguém conhece o tamanho da minha ansiedade.

    • alice 23/05/2016 at 18:47 -  Responder

      Nossa eu sinto a mesma coisa, começo fazer as coisas e não consigo terminar,iniciei uma faculdade e não conseguir ficar nem no primeiro semestre, talvez por eu ter muita dificuldade de se comunicar com as pessoas ou alguma ansiedade social,ou então fico muito preocupada com qui as pessoas pensam sobre mim,me ajudem por favor,minha mente se torna uma bagunça,as vezes eu só queria fazer uma coisa sem poder falar, no começo dos meus estudos não conseguia me concentrar ler um livro então isso era pior toda vez que eu ia ler um livro penso em outras coisas, seja também o medo e a insegurança e isso pra mim eu não consigo tirar, via minhas colegas se expressando e eu ali sem assunto sem ter nada na mente isso eu me sentia um nada até me levar a ponto de degistir. Me ajude por favor.

  21. val 12/07/2012 at 14:55 -  Responder

    Bem quando eu descobri que eu estava com Ansiedade eu simplesmente parei de me cobrar demais, então pode perceber que eu não estava vivendo o presente , eu já estava vivendo lá em 2016, olha só que exagero é isso que acontece com a gente, nós não vivemos um dia de cada vez , queremos dar um passo maior que a perna , deixamos de viver as pequenas coisas da vida por isso é que adoecemos.
    Preste bem atenção , trabalhamos para ter conforto, uma casa boa , um carro , um celular de ultima geração , roupas de todas as marcas tudo isso trabalhamos o dobro para manter essa vida , mas será que vale a pena se esforçar tanto e no final vc já esta doente , olhe tudo vai continuar do mesmo jeitinho se vc não mudar , tome uma atitude e pare de sofrer a vida é uma só aproveite a vida , brique , não tenha inimigos no seu trabalho , sorri para a vida e agradeça a DEUS todos os dias por vc ser uma pessoa saldavel , enquanto outras pessoas estão lutando pela vida na fila de transplante, e vc ai sem nada pra pensar ´só fica pensando negativo ai sim pode virar doença.

    • Daniel Accorsi 12/07/2012 at 18:13 -  Responder

      Olá Val, muito bem colocado sobre questões de ansiedade, e também sobre pensamentos nas coisas do futuro sem que as atuais tenham sido concluídas. Nas verdade as duas andam juntas, e dessa forma nunca conseguiremos de fato liberar nossa mente.

  22. valb 17/08/2012 at 11:40 -  Responder

    Eu sou tudo que o texto diz e me sinto uma fracassada,pois nunca consigo terminar o que começo e esse problema vem desde a minha adolecência.
    hoje tenho 29 anos, e não tenho profissão nem trabalho não sinto inveja dos meus amigos e colegas, pois quase todos são bem sucedidos em suas vidas profissional. Mas eles me cobram tipo a val vc deveria procurar um emprego, sabe isso doe tanto em mim… Eu sei que tenho que preciso trabalhar eu játenho medo antes mesmo de começar, é como se ue tivesse certeza que vai dá certo mais ao mesmo tempo eu sei que não vou conseguir e me frustrar. se algué puder me ajudar por favor me ajudem eu estou desesperada e não posso contar com ninguém.

    • tan 10/09/2012 at 20:47 -  Responder

      Estou prestes a completar 29 anos e também estou na mesma situação. Parece um pesadelo mas, infelizmente, é a minha realidade! Estou exausta sem ter realizado nada, tudo que tentei morreu na praia. Jamais pensei chegar a uma situação como essa e ficar empacada durante tantos anos, isso não é vida!

  23. Leo Ferreira 05/09/2012 at 02:46 -  Responder

    Excelente texto, acredito que este tópico poderia ganhar mais força na web (grupo facebook, blog, etc) e ajudar muitas pessoas! Já está me ajudando muito.

  24. Ariane Guimarães 04/12/2012 at 11:07 -  Responder

    Definitivamente eu sofro muito com isso. Passei anos para terminar o ensino médio, isso depois de ter passado por varias escolas levei bem uns seis anos.

    Quando pensei em fazer faculdade queria o curso de publicidade e propaganda ,mas acabei fazendo petróleo e gás sendo que larguei três semestres. Até hoje não me formei.

    Tentei fazer um curso de inglês larguei no primeiro livro.

    Entrei na academia, não fiquei nem uma semana.

    Isso afeta muito minha vida porque eu não quero ser assim. Meu pai já não acredita que vou realmente terminar qualquer coisa que começo.

    Não sei mais o que fazer, bate uma sensação muito ruim. Hoje isso também afeta o meu relacionamento de 7 anos, pois como ele mesmo diz eu sou uma ancora em sua vida. Ele cansou de esperar a minha mudança.

    Bom mais o que me irrita é eu mesmo por estar sabotando a minha vida, porque é isso que fazemos alguns sem saber. Demorei para aceitar que eu definitivamente não termino nada que começo.

    Um psicologo ajuda? Porque sozinha eu não vou conseguir e eu sei disso pois já tentei fazer isso sozinha e não adianta.

    Tem horas que me pergunto qual o sentido de estar aqui vivo se não faço nada de bom em minha vida largando as coisas pela metade. É como se você saísse desta vida do mesmo jeito que entrou e sem deixar sua marca em nada.

  25. Ana 19/02/2013 at 12:36 -  Responder

    Não consigo levar nada a diante nem relacionamento nem ler um livro nem ter um animal de estimação as coisas me deixam felizes apenas na hora e logo vem um vazio enorme

  26. patricia 24/02/2013 at 22:09 -  Responder

    achei o texto bem parecido com minha realidade…. recentemente conversando com minha mãe ela mencionou o fato de eu começar tudo na minha vida e não terminar nada…depois fiquei analisando e vi que era mesmo mas fiquei pensando será que é comodismo meu ou algo parecido com uma doença ou será que alguem passa por isso tb…. enfim procurei no google e encontrei esse texto e vi que tem muitas outras pessoas assim tb, e vou tentar recuperar o tempo perdido por coisas inacabadas e procurar minha força de vontade que a anos não a sinto…não é tão fácil como escrever isso mas estou disposta a tentar. bjs a quem escreveu esse texto e boa sorte 🙂

  27. anonima 04/04/2013 at 15:43 -  Responder

    Estou passando por esse problema agora.É um mal que me persegue e me sinto muito frustrada e mal por isso. Tenho quase 30 anos, um casamento, um filho de 2 anos e não consigo terminar um curso suoerior. É como se de repente eu não soubesse mais pra onde ir. Me sinto perdida, desmotivada, como se uma força muito forte me prendesse em casa, Sinto cada vez mais vergonha por faltar as aulas do meu 4° curso que tento completar. É muito triste. É como se minha vida inteira parasse. Eu n consigo sair, tomar banho, ter vontade de fazer algo justamente porque fico angustiada com esse problema. Será que isso tem solução? Sérá que tenho um tipo de doença que me impede de vencer, superar os obstáculos dos meu projetos? é como se eu nunca fosse pra frente…

    • ANDREA 29/05/2013 at 09:27 -  Responder

      eu também me sinto assim a muito tempo.isso todo que você falou e mais um pouco.tenho até dificuldade de até execultar rotinas como escovar os dentes por exemplo.é muito ruim isso.tenho medo por minha filha…

  28. TDSM 28/05/2013 at 16:43 -  Responder

    Muito bom o texto. Também tenho sofrido com isso.
    por experiência própria eu posso dizer que pessoas que “Não conseguem terminar algo que começam” tem como características sonhar muito, ficar horas imaginando coisas que quer fazer no futuro e etc. porém não tem forças para tomar atitudes e conseguir realizar seus sonhos, e quando tomam uma atitude acontece isso: `Projectos inacabados. Só para ter ideia do que eu passo, eu não consigo terminar um livro de 100 páginas, sempre começo a ler outro(e faço a mesma coisa novamente)… Pessoas como eu na questão profissional já pensaram em ser tudo, acham que podem fazer tudo porém não terminam nem uma tarefa das mais simples.

    • Ana 12/08/2013 at 16:32 -  Responder

      TDSM, você falou tudo! A maior característica é sonhar muito, fiar horas imaginando o futuro. Eu sou assim! Ontem minha mãe me alertou que tudo que começo na vida eu não termino. Parei pra pensar, poxa 3 faculdades pela metade, cursos de inglês que nunca terminei, carteira de motorista que não sai por nada nesse mundo, projetos de trabalho, novo negócio. Eu sinto uma imensa empolgação no começo, parece que o mundo me pertence e logo depois parece que tiram ele de mim. Não sinto mais vontade. O pior de tudo são as desculpas mirabolantes que inventamos para justificar porque não terminamos. Estamos querendo enganar a quem?
      E a vida vai passando na nossa frente e vamos acumulando frustrações, lamentos…
      Triste.

  29. Albert 07/08/2013 at 13:54 -  Responder

    TDSM, vc está certissimo, gostaria d adicionar q problemas na infancia tambem podem levar a este estado fisico e mental… eu mesmo passei muitas dificuldades tanto financeiras quanto emocional… hoje nao consigo fazer mais nada, estou num estado critico, fico em ksa, num quarto assisto filmes, somente tenho quatro amigos na cidade, as pessoas nao acreditam mais em mim, nem mesmo a minha propria familia, eles somente criticam, dizem q sou vagabundo.. oq me faz ficar mais pra baixo ainda… pois aos meus 14anos eu ja estava consertando meu primeiro computador sozinho, aos 15 e 16anos eu lia livros sobre programaçao em python e C,C++. nunca recebi motivaçao nem por partes dos meus pais. fazia kickboxing, e tudo q me diziam era q isso nao era futuro… nunca consegui ficar trabalhando em uma empresa por mais d 07 meses, esses foi um dos motivos d eu sair de Sao Paulo capital, e ir morar num interior da Bahia. estou desesperado e nao sei mais oq fazer, nem sei se consigo fazer qualquer coisa q seja… me pergunto todos os dias onde foi parar o talento e brilho q eu tinha…. a minha ultima grande descepçao foi ter passado no concurso da PM SP e ter sido reprovado no exame psicologico, eu precisava muito entrar, minhas condiçoes financeiras nao sao das melhores… entrei no fundo do poço, espero q Deus um dia tenha piedade d mim e d todos q passam por isso. abraços, Albert

    • Rita 06/06/2015 at 16:32 -  Responder

      Com certeza Deus terá.Sei mais do que ninguém que falar é fácil, difícil é arregaçar as mangas e se jogar. Mas não podemos perder a fé. Temos que começar de novo e de novo e de novo se preciso for.Que Deus te abençoe e te de forças.

      • Rita 06/06/2015 at 16:37 -  Responder

        O que postei é para Albert.

  30. Celia Maria Brasil de Paula Pizzorno 22/08/2013 at 18:00 -  Responder

    Eu tenho os três sintomas, e agora? oque eu devo fazer? Não consigo fazer nada, não termino os cursos que começo e não paro em nenhum emprego já estou começando a pensar que possa ser problema espiritual pq não sei mais que recursos procurar… Será que sou sem vergonha e preguiçosa mesmo? Help me

  31. Alexsandro lacerda ribeiro 06/11/2013 at 20:26 -  Responder

    tenho 36 anos que acabei de completa tenho tudo ao meu redor para que possa concretizar tudo aquilo que planejo ,mas nada que penso ou que quero chega a uma conclução final, tanto na vida profissional como na vida amorosa então tenho sido um desastre ao ponto de achar que serie um zero a esquerda e isso me desmotiva mais ainda .e agora por onde começa
    Alexsandro Lacerda ribeiro 07/11/2013

  32. alessandro 26/11/2013 at 22:59 -  Responder

    Olha pessoal so pode falar quem já passou por isso, por essa dificuldade sabe que realmente difícil,
    você ve as pessoas da sua família com um proposito se dando bem, você ate se empolga e coloca isso na sua mente fica firme por um tempo e não da em nada,
    talvez a distancia, o medo de saber que o que você começou não vai da certo,
    tenho 26 anos so pra você ter uma ideia,
    hoje única coisa que estou firme e no trabalho, graças a DEUS 3 ANOS na empresa,

    vamos la :

    sistemas de informação, parei 2 período,

    Direito pelo fies parei no 2 período,

    curso de inglês , pedi o reembolso antes das aulas começa,

    academia : somente 1 mês.

    curso de manutenção aeronave Boing 737-700 /800 desisti no modulo básico.

    curso de piano fiz ate o 2 livro =/

    hoje to na duvida entre direito e sistemas não sei qual termino =/

    isso e serio minha família não acredita mais em mim, sou casado única que ainda me dar força e minha esposa,
    26 anos nessa luta tenho sonhos de me formar passar num concurso,

    pra vocês verem hoje to ate pensando em entrar no cursinho pra presta concurso publico so JESUS pra me ajudar,sozinho e impossível .

    moro em apartamento minha esposa não tem esse problema vai pro 6º período de direito e firme em seus pensamentos complicado.

  33. Aline Britto 02/12/2013 at 02:58 -  Responder

    Gente boa noite, já estou desesperada com esta situação, porque de fato se eu for lembrar o que tenho de concreto de meu construídos por meus esforços até hoje, não sobra nada, sou talentosa, e tenho consciência disto, tenho inúmeras habilidades que por algum motivo interno as considero especiais, é como se tivesse uma certeza interna que sou mais inteligente que as outras pessoas, que posso mais sabe?
    E como se soubesse que a vida é um filme e que sou a protagonista portanto o destino, reserva grandes coisas pra mim, mas ai está o problema, não sei por qual motivo, porque mesmo lendo coisas sobre, ou conversando sobre não consigo identificar por mim mesma o que me faz parar, não consigo me auto analisar, não consigo me entender parece que tem um muro construído dentro de mim quando tento analisar me dá uma preguiça, um incomodo que deixo pra lá e coloco outra coisa no lugar da que abandonei, como se fosse aquilo que não prestasse pra mim, vou fazer 26 anos, não me formei num curso superior ainda, já fiz 5 semestres de economia numa universidade estadual, sair do nada porque simplesmente não conseguia ir, já cheguei a voltar pra casa no meio do caminho, então voltei pro cursinho, e passei pelo sisu numa vaga super concorrida pra um curso de comunicação social relações públicas numa outra estadual, não cheguei nem a ir num dia de aula, recentemente estava fazendo educação física numa particular larguei, mesmo sendo Ead ou seja formação complementar, e por fim a minhas duas grandes paixões que são a dança e a psicologia, acabei saindo das duas a dança larguei meu curso técnico, tudo bem que por dificuldades financeiras para me manter em Salvador pois era na FUNCEB, e a psicologia na mesma estadual que cursava economia, amei o curso me identifico com a profissão quero me formar mas não consigo frequentar as aulas e me dedicar integralmente aos estudos. Sou professora de Dança enfase em ballet clássico não consigo permanecer na academia, nem no curso de inglês, não consigo colocar meu aparelho ortodôntico, nem mesmo arrumar meu quarto ou dormir cedo, a única coisa que executo é meu trabalho leciono dança, só isso prende minha atenção,mas tenho certeza que estou incompleta porque amo estudar, sinto um vazio enorme pelas minhas falhas, e o fato de ninguém mais acreditar em mim me deixa muito magoada, ainda para completar sinto que estou sendo excluída das atividades que tento fazer tipo faculdade, amigos ou colegas, sinto que não me encaixo em lugar nenhum. Será que sou TDA? Nem pra psicologa já marcada conseguir ir ( e olhe que queria muito ir).
    ajudaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

  34. Paula 24/04/2014 at 11:15 -  Responder

    Muitas vezes, questionei esse desânimo. E, só quem passa por isso sabe o quanto é difícil. O quanto ficamos frustrados. Dói e dói mesmo. Sonhamos tanto, queremos tanto isso e aquilo e quanto mais caminhamos parece que o sonho se afasta de nós. Olhamos a nossa volta e vemos tudo dando certo para todo mundo e esse sentimento nos faz questionar ainda mais, o por que de não acontecer com a gente se também temos condições. Longe de inveja, isso vira frustração. Nos preocupamos tanto com as pessoas, com que elas pensarão, como nos olharão sabendo que paramos no meio do caminho. Perdemos totalmente a credibilidade. E, quando me refiro as pessoas, falo somente das que se preocupam realmente com a gente, as pessoas que nos amam e que sem querer machucamos com essa fraqueza. Seja, por um sonho não realizado ou qualquer outra coisa, digo por mim, como minha mãe ficaria feliz se eu me formasse logo. Como eu quero isso! Como esse “problema” é capaz de sugar as nossas energias? De nos fazer sentir tão pequenos. Depois, de tanto procurar respostas, vi que não estou sozinha e que esse “problema” atingi muitas pessoas. Na verdade, eu não sabia da existência dele. Achava que eu era fraca e ponto. E, sem querer me esconder atrás dessa descoberta vi que existe um motivo e que isso vai muito além de preguiça e sinceramente já me sinto melhor. Vou procurar um profissional. E, desejo muita força para todos que lutam diariamente. Vamos VENCER!

    • Erick Oliveira 24/09/2014 at 15:08 -  Responder

      Obrigado por compartilhar isso. Creio que todos nós somos assim. Tambem irei procurar um profissional.

  35. Leo 05/05/2014 at 10:43 -  Responder

    Tenho muita dificuldade para terminar os estudos, ja é a quarta faculdade que começo e não tenho ânimo nenhum pra terminar, não consigo me identificar com o curso e ao mesmo tempo tenho vergonha de falar q vou parar mais uma vez. To levando aos trancos, ñ faço nada em sala. Preciso de ajuda…

  36. Elisangela Maria Mendes 22/08/2014 at 14:01 -  Responder

    ola … boa noite… me encontro na mesma situação,, se começo um tapete de croche por exemplo… faço por alguns dias.. mais logo me desanima.. abandono no canto.. passa alguns dias ate semanas.. me lembro do tal tapete.. pego pra fazer novamente.. mais acabado desmanchando e começo outro… e nunca termino… assim tbm em outras areas de minha vida…sempre começo animada.. mais sempre vem o desanimo…e acabo largando pelo caminho

  37. shirley 06/09/2014 at 23:42 -  Responder

    Descobri que estou na mesma situação. Estou confusa e muito triste com isso…Será que é por essa razão que nunca terminei meus relacionamentos ?…sempre foram os namorados que terminaram…como chamamos esse problema?

  38. marcio 13/09/2014 at 23:59 -  Responder

    Tenho esse problema também. Em três ou quatro meses o dia é pequeno corro na praia perco peso, e bastante, ensaio meu instrumento, sou uma pessoa radiante, mas nos meses seguintes nada faço, sou uma pessoa cansada. Não fico mau humorado ou deprimido mas não tenho vontade nenhuma de dar continuidade as coisas.

  39. Dalvana 17/10/2014 at 13:43 -  Responder

    não consegui nem terminar de ler o texto

  40. Allex Araújo 30/10/2014 at 02:49 -  Responder

    Eu nem consegui terminar de ler o texto, dai já dar pra definir o quanto sofro desse problema.

  41. Lílian 18/11/2014 at 11:37 -  Responder

    Comecei duas faculdades, mas não terminei nenhuma delas.Sentia medo de enfrentar cada obstáculo que aparecia.Cada vez que saia pra faculdade, eu sentia vontade de voltar pra casa.Quando eu chegava lá eu sentia pavor, meu coração dispara, sentia tristeza, e meus amigos me perguntavam o que eu tinha.Na minha mente eu não deveria estar alí.Deveria estar fazendo outra coisa.Já tem dois anos que sair fa faculdade e nada faço. Não trabalho nem estudo e isso pra mim é desesperador!

  42. Gustavo 22/12/2014 at 15:46 -  Responder

    Parabéns pelo texto. Foi de grande ajuda.

    Obrigado

  43. manuegugu 09/02/2015 at 18:43 -  Responder

    Olá amigos , que bom saber que não somos os únicos com estas coisinhas neah ?
    Sabe eu tbm sou bem mas bem assim , eu comecei 3 faculdades ( turismo, turismo e contabilidade) e não fui em frente nem se quer para o segundo semestre , fiz um curso de logística dois meses, fui tirar a carteira de habilitação , fiz apenas o CFC, leio um livro a cada 4 meses mais ou menos na verdade eu duro tudo isso para ler kkkkk, Meus irmãos se formaram , minha irmã mais velha é química e farmacêutica, meu irmão e matemático e engenheiro e ão foi por mérito de papai e mamãe não foi na raça, até minha comunhão e crisma não consegui terminar e inúmeras outras coisas, mas acho que isso é uma doença eu sempre trabalhei tenho 26 anos mas eu já pulei tanto de galho em galho , 1 ano é o máximo que fico em uma empresa depois me enjoo da cara das pessoas, mas eu casei e tenho 2 lindos filhos que como o texto acima diz cada um possui uma motivação eles são os meus, eu acho que estou mudando me sinto mais confiante , quero ser um exemplo forte para meus filhos. Não quero que eles sofram com isso , com este jeito bipolar meu de ser! Não sei vocês , mas eu venho de uma infância conturbada , eu fui a caçula a mais nova e eu não tive uma infância, ao contrario precisei crescer rápido com 13 anos resolver a minha vida sem pedir nada para meus pais. Sei lá pessoal não podemos aceitar isso em nossa vida , não podemos MORRER ANTES DE MORRER, precisamos levantar a cabeça e nos vencer, nos motivar , nos amar, a vida é uma passagem , eu sempre achei quero resolver o meu futuro em 1 dia, mas não é assim a vida requer cautela , disciplina, e muita dedicação , nçao adianta escrever escrever e ficar nos papéis , eu tenho milhares de diários e não me resolveu nada. Bora ser feliz pessoal , chutar o pessimismo que não é do senhor é o inimigo querendo nos derrubar.

  44. manuegugu 09/02/2015 at 18:47 -  Responder

    meu whats é 94209-8930 me mandem mensagem para compartilharmos nossas vidas.

  45. Ernandes Guarniery 21/02/2015 at 09:13 -  Responder

    Incrível como me identifico com isso. Estou cansado de começar e não terminar. Será que existe algum medicamento para tal problema? Seria eu um preguiçoso? Help…

    • Daniel Accorsi 21/02/2015 at 12:53 -  Responder

      Ernandes, o problema é o impulso que começar uma coisa nova sem terminar outra. Visite um médico neuro e depois uma psicóloga, eles vão ajudar muito. Em alguns casos a Ritalina tem ajudado bastante, porém são casos específicos e só com receita. Mas acima de tudo está o comportamento, tem que se “policiar” o tempo todo.

  46. Li Lili 25/02/2015 at 18:12 -  Responder

    Ola Daniel, como vai? Desejo q bem!!! Fico aliviada em saber nao ser a única. Eu não não consigo nada, não concretizo nada. Sinto me péssima, angustiada e envergonhada, já não gosto mais de comentar nada com minha família porque logo vem: Você vai fazer mesmo? Você não termina nada…….. Fiz terapia por um tempinho, porém nada adiantou. Estou com 38 anos, e não conquistei nada. Tenho sorte de ter um marido paciente, mas ele tem medo de minha falta de atitude, fica preocupado, e acaba as vezes tomando conta de tudo pra resolver e não ter q esperar por mim e brigarmos. Estou com medo, porém decidida a mudar. Acho q deve ser o primeiro passo. Grata por sua postagem e parabéns por sua determinação. Ha solicitei entra no grupo do facebook

  47. Patrícia 05/03/2015 at 14:59 -  Responder

    Sofro com isso a muitos anos parei no 1ºano do ensino médio já tentei terminar cheguei a parar de estudar no meio de novembro fiz cursos profissionalizantes variádos como Webmaster como confeiteira e nada de exercer as funções por completo no saio dos empregos em menos de 9 mêses e recebo própostas de emprego bem melhores com salários maiores pelo meu jeito simpatico e empolgante pelas idéias que são atraentes mas para que os outros usem não eu.E com tudo isso não consigo ter sucesso na vida.

  48. Patrícia 27/04/2015 at 16:02 -  Responder

    acho que o mais difícil é descobrir o que se realmente quer fazer…ou não quer ….triste….

  49. Beca 30/06/2015 at 23:37 -  Responder

    De fato… estou cansada disso.. ja fiz muitos cursos.. sempre concluo mais o problema é executar depois as atividades.. fico travada. Perdida. Sem saber o que ser ou o que fazer. Sou formada em nutrição. Toco violino. Canto. Fiz curso de maquiagem. E unha em gel e não exerço nada… sofro muito com isso

  50. Bruno Campos 09/07/2015 at 07:23 -  Responder

    Estou passando por isso, pensava que era só eu.
    Minha mãe fica me pressionando, julgando e dizendo que eu nao sei o que quero da vida que começo e não termino. Ao invés de me ajudar, sentar e conversar.
    Mas creio que em nome de Jesus as coisas vão melhorar pra mim.

  51. Silva 14/07/2015 at 11:18 -  Responder

    pra ter idéia nem consegui de terminar de ler o artigo.

  52. Michel 09/08/2015 at 00:47 -  Responder

    Pessoas, eu mudei apartir do momento que procurei entender pouco mais da vida. Tenho dica que não é atoa que este livro é a 10 anos mais vendidos nos EUA o Alquemista de Paulo Coelho no YouTube tem áudio book Gratis. Quando terminei de escutar vários coisas que estavam fora do lugar organizei.
    Fiquem com Deus!

  53. ccdos 07/09/2015 at 13:17 -  Responder

    puxa achei que so acontecia comigo …..valeu mesmo apostagem .

  54. West Old 18/09/2015 at 07:28 -  Responder

    passo o dia fazendo planos e criando forças, quando acordo pela manhã, é como se eu nunca tivesse feito planos algum, e a força esta em zero.

  55. Philipe 02/10/2015 at 20:02 -  Responder

    sofro muito tbm desse mal terrivel .já tentei fazer faculdade de jornalismo e larguei no meio (reprovado em muitas matérias)..tentei fazer outra na estácio e larguei no primeiro semestre, fiz dos cursos de inglês e larguei no meio ..
    não sei como consegui terminar o segundo grau (a base de muita cola).não gostaria de ser assim ..me sinto muito mal.hoje me encontro desempregado e sem esperança de conseguir me projetar profissionalmente , pois sei que qualquer coisa que eu começar não vou ter uma boa conduta (faltas e atrasos) …já fiz de tudo pra mudar isso ,mas realmente não tenho forças.estou com 31 anos e se o problema persistir vou viver tendo que depender da ajuda de familiares que nem acreditam mais na minha mudança e já me tratam como fracassado….me ajudem

  56. Bruno Padilha 04/10/2015 at 14:23 -  Responder

    Boas sugestões, é uma abordagem interessante.

    Eu particularmente já tentei de tudo, até que percebi que essa característica da constante busca pela novidade faz parte de mim e não vai mudar nunca!

    Escrevi um post sobre isso, já gerou bastante controvérsia mas é um ponto de vista que vale a pena ser considerado.

    http://www.brunopadilha.com/experimentador/

    Me diga o que pensa sobre isso!

    Grande abraço

  57. Márcio Nascimento 04/10/2015 at 23:21 -  Responder

    Achei muito interessante os depoimentos de pessoas que tiveram a coragem de abrir suas vidas expondo seus dilemas vividos por causa de um problema que muitas vezes é ignorado por amigos e até família por achar que esses comportamento é só mais uma desculpa para não ir à frente nas escolhas feitas.
    O maior problema quando estamos enfrentando uma dificuldade é não conseguirmos enxergar uma saída, não saber por onde começar. Se você deseja mudar de vida, romper com esse ciclo de fracasso entre em contato através do e-mail programa-dm@hotmail.com

  58. Nay 13/10/2015 at 15:04 -  Responder

    lendo todos os depoimentos me incluo um pouco em cada situação…preciso concluir alguma coisa na minha vida…preco de ajuda.

  59. Danilo 05/11/2015 at 14:13 -  Responder

    Ja perdi oportunidades por ter esses problemas.é exatamente desse jeito.

  60. José Carlos 06/11/2015 at 00:19 -  Responder

    Juro que estou feliz por não ser o único, eu também estou passando por isso, ja faz um tempão!
    Algumas coisas eu consegui concluir, como a faculdade, mas antes de terminar eu tive que fazer transferência! Não terminei o inglês (ja tentei continuar 3 vezes!). 4 meses de malhação, e agora parei. Tentei concursos públicos várias vezes, e desisti. Não trabalho no que realmente gostaria, no momento trabalho na empresa da minha mãe, mas nem sei se pode ser chamado de trabalho, pq trabalhar com família não é o mesmo que trabalhar para si próprio, isso no meu caso, eu tô buscando total independência. Fiz vários cursos de design e web eu sempre gostei dessa área mas desisti de web no meio do caminho. E eu sou muito esforçado, mas a ansiedade me deprime muito e me causa uma insegurança, um pânico que me faz querer desistir e pular de degrau! Foi então que li o seu texto e refleti… Tirei algo lá do poço, lá da minha infância mesmo, e comecei a perguntar o que me da prazer de fazer, o que foi que abandonei que eu gostaria que fizesse sentido no futuro? Aí eu lembrei de um dom que eu tinha… Desenhar! Chega a ser engraçado, mas eu tenho mesmo esse dom, a minha vida inteira eu gostei de arte e tinha muita facilidade com desenhos, e hoje existe uma vasta área para os desenhistas, seja em design, quadrinhos, retrato, cartunista, industrial, etc. Descobri que minha vida é um círculo aberto, incompleto, e eu preciso fechá-lo. Eu desisti de algo por não acreditar porque me focava no que dava mais lucro e o que realmente importava foi esquecido, pois depois que entrei na faculdade minha cabeça criou tantos atalhos que isso me deixou confuso, e virou uma bola de neve, a primeira coisa que pensamos quando estamos sem saída é que somos inúteis (ou quando temos tantas “saídas” que ao invés de saídas são na verdade, labirintos, é por isso que pulamos de um degrau pra outro, e por fim não fazemos exatamente nada!), eu já estava ficando com depressão, mas seu texto me ajudou a refletir, me perguntei várias vezes o que me dava prazer de fazer, do que eu gostava, qual o meu sonho, pq eu parei ele, e quais as vantagens de eu continuar? Fechei o círculo, voltarei a praticar, eu sei que não vai ser mole, é como você mesmo disse na questão da empolgação, só que dessa vez eu vou tentar de verdade, custe o que custar, vai ser uma guerra, eu e a ansiedade tentando me pregar peças, enfim… Quero matar esse demônio! Desejo essa realização para todos nós, vamos encontrar alguma coisa que a gente goste e que faremos por amor, e não por dinheiro ou pressão alheia, nossa vida quem decide somos nós mesmos e não a sociedade, nunca é tarde para decidir, só basta manter o foco e pensar com o coração. Como dizia o velho sábio Osho “A vida começa onde termina o medo. A verdadeira questão não é se existe vida após a morte. A verdadeira questão é saber se você está vivo antes da morte.”

  61. anamiranda 06/11/2015 at 13:52 -  Responder

    juro que tudo ouvi é maravilhoso. mas nada muda . So fica sentimento de fracasso, e a vontade de sumir.

  62. Daniel Accorsi 06/11/2015 at 14:04 -  Responder

    Ana, então, a questão estão está justamente aí, na força de vontade. Podemos ler muitos livros e muitos posts como este, mas se não entendermos que precisamos de urgente mudança, de nada adianta, só restará esse sentimento de fracasso. Abração e obrigado por compartilhar.

  63. Nan 18/11/2015 at 19:31 -  Responder

    Tenho 20 anos e parei de Estudar no primeiro ano do Ensino Médio quando tinha 14. Tentei voltar a escola normal mas não durei 1 mês. Tentei fazer o EJA mas só fui no primeiro dia e larguei. Arrumei vários empregos mas sempre saia em menos de 1 semana.
    Sou sustentado pelos meus país e me acho um merda, não faço nada da vida, só fico no PC por que não tenho nada melhor pra fazer.

  64. jose 31/12/2015 at 13:02 -  Responder

    Me sinto do mesmo jeito que vocês!frustrado por não conseguir realizar meus sonhos.Mas a vida é assim mesmo,não é?
    A vida é como a selva.Não são os mais fortes nem os mais espertos que sobrevivem mais sim os mais guerreiros!!!
    Vou tentar lutar pelos meus sonhos até eles se realizarem!!!
    Espero que vocês que estão lendo essa matéria e se sentem frustrados por nada dar certo,ergam a cabeça,Façam planos realistas ex: hoje vou fazer isso,não amanhã nem mês que vem mas hoje.
    E façam
    Sucesso a todos

  65. JENI 04/01/2016 at 20:50 -  Responder

    Como muitos aqui que acharam que eram os únicos eu também achei que era. Estou com 31 anos, e não consigo concluir nada em minha vida. Comecei um curso de Cabeleireiro, Faculdade de Pedagogia , Faculdade de Administração e desisti. Realmente não sei pra onde ir, estou perdida, não consigo me encontrar profissionalmente. Já pensei em fazer terapia, sei lá..Estou bem triste.

  66. joelson 18/01/2016 at 09:25 -  Responder

    Esse texto falou tudo sobre minha vida. Mais vou erguer a cabeça e tentar tudo de novo, vamos com fé que tudo vai dar serto.

  67. zaqueu 19/03/2016 at 14:14 -  Responder

    voce escreveu tudo q acontece na minha vida ,seguirei seus conselhos,acredito q ira me ajudar muito,,,agradeco por tudo,nos dias agitados e violentos q estamos vivendo e importante dividir esses assuntos nos desabafa,fica com Deus

  68. Junior 11/04/2016 at 18:56 -  Responder

    Sempre tive dificuldade em concluir como : Uma leitura de um livro, atividade esportiva , um curso e muito mais… Até relacionamento tinha dificuldade em persistir no relacionamento. As pessoas ao meu redor não mais acreditam em mim. Tenho 35 anos , sou casado e tenho um filho. Sai do emprego para estudar para concurso e começo a estudar, faço a inscrição e na metade do caminho eu desisto. Ai vem a frustração. Não sei como posso mudar. Tem algum profissional especifico que devo procurar?
    Obrigado e desejo a todos que superem essa dificuldade.

  69. Fer 15/04/2016 at 16:52 -  Responder

    Nunca vi depoimentos tão semelhantes ao que sinto.
    Sinto uma vontade enorme de iniciar novos projetos, mas, após um tempo, perco o interesse e largo tudo. Sei lá, parece que é uma força maior do que eu, é incontrolável.
    É difícil explicar, até mesmo para um especialista, fui diagnosticada com depressão, tomo fluoxetina e vitamina, mas nada adianta. Isso não é depressão!
    Infelizmente as pessoas nos julgam, acham que somos acomodados, vagabundos, não queremos fazer nada. Mas eu quero, apenas não consigo.
    Queria entender e procurar algum médico que me ajude!

  70. Ed 19/04/2016 at 23:10 -  Responder

    Não consegui nem ler até o fim!

  71. Edna da Silva 28/05/2016 at 01:28 -  Responder

    Qual o verdadeiro nome, algum nome que define essa estado em que a pessoa se encontra?
    obrigado pelo texto, muito bom…

  72. Silva 30/05/2016 at 16:13 -  Responder

    Sofro disso desde 2010 quando na época eu tinha 15 anos e por conta disso hj com 21 anos não consegui terminar nada do que comecei e hj só sou um jovem sem amigos,sem namorada e sem estudo.pois em 2012 parei no 8º ano alem de não ter nenhum documento fora o registro de nascimento pq fiquei quase 5 anos vegetando dentro de casa e hj não sei mais que tenho chance de ser alguém nessa vida ou vou ser um mendigo

  73. Lais M. Maia de Oliveira 06/06/2016 at 10:32 -  Responder

    Tenho 25 anos, e sou frustrada desde que me conheço por gente. Tenho a necessidade de abraçar o mundo, fazer várias coisas ao mesmo tempo, só para tentar preencher o vazio que sinto ou para buscar algum sucesso e mudança na minha vida. Eu percebo como as pessoas me olham ou falam á meu respeito sempre que me perguntam sobre algum projeto que iniciei e parei, sempre dão a entender, isso quando não falam de forma escancarada, que eu não “paro” em nada, não faço nada direito, não me dedico á nada. Eu não gosto de ser assim, nem queria ser assim, e também não entendo a razão de ser. Já busquei ajuda de profissionais da área e não resolveu nada. sinto que estou me arrastando cada vez mais para o fundo do poço. Eu queria saber qual meu dom, do que eu realmente gosto, me dedicar á algo integralmente, mas não é assim. Vejo as pessoas a minha volta, e parece ser tão fácil ter sucesso, fazer uma tarefa. Eu sempre esqueço as coisas, minha memória é uma porcaria, e eu vivo tendo a esperança de que se eu fizer isso ou aquilo vai ser legal ou vai melhorar… só pra se ter uma noção eu já trabalhei em comercio, como balconista, sai do emprego para ser caixa de uma loja, me frustrei, fiz faculdade (terminei), sai do emprego de caixa pra me dedicar a faculdade (porque achava que era isso que queria), tive minha filha, sou uma péssima dona de casa, comecei a lecionar aulas eventuais, odiei, não quero voltar mais (embora precise), sou consultora de beleza (venda de cosméticos) tem dias que acordo com pique de sair vendendo muito, tem dias que não tenho coragem de por a cara na rua, faço maquiagem e designer de sobrancelhas, mas menosprezo meu trabalho e sempre acho que sou péssima, e agora tentei fazer uns trabalhos como freela em busca de completar a renda e mais uma vez estou frustrada e quero desistir.
    Eu realmente não me sinto normal, o melhor momento da minha vida é quando eu estou dormindo, onde nos meus sonhos eu consigo me realizar, não tenho vontade de acordar e encarar o dia, nem a vida.

  74. DIRLENE 13/06/2016 at 06:53 -  Responder

    Eu também sou assim

  75. Mari 20/06/2016 at 00:31 -  Responder

    Incrível me identifiquei com vários dos comentários que li aqui encontrei uma boa parte de mim em cada um, pior já estou com 40 anos e não mudo nada na minha vida, me sinto incompleta, incapaz de terminar tudo que começo, sinto uma angústia por ser assim, tenho uma timidez que me atrapalha a tomar atitudes simples do cotidiano e sempre me sinto muito inferior às outras pessoas!

  76. Bruna Candeia 20/06/2016 at 15:13 -  Responder

    Tudo o que foi relatado na máteiria é o que sinto faço planos e vem aquela empolgação total, depois tudo se perde e fica apenas o medo, ansiedade e a frustração de nã ter concluido.
    Meu trabalho não é o emprego dos sonhos mas é de lá que vem pão de cada dia. Tenho 27 anos e sinto um vazio não sei o que fazer, por onde começar queria fazer uma faculdade, estudar pra concursos, saber dirigir mas o medo vem atona e sempre sai ganhando.

  77. um_cara_ali 22/06/2016 at 23:31 -  Responder

    Tenho esse problema e vejo que isso alivia quando a compartilhamento real conversar com amigos.
    Já tive ataque de panico por causa da ansiedade.
    Esses problemas e angustias podem se manifestar de varias formas ansiedade é uma delas.
    O poder de se concentrar por muito tempo em algo perdemos pois a pratica de na tentar ou fazer nos leva a isso.
    Agora precisamos escolher se somos passivos com nossa condição ou se podemos domar controlar isso.
    E com certeza somos capazes.
    Estude seu problema e tenha consciência disso é o primeiro passo para termos nossas vidas na nossa mão.

  78. kety 27/06/2016 at 16:12 -  Responder

    um textão p quem não consegue ler textos inteiros cheio de detalhes kkkkkk
    seria ótimo se eu conseguisse ler sem ir direto nas partes que eu julgar importantes rsrs

    que tenso kkk

  79. Tiago Oliveira 28/06/2016 at 20:01 -  Responder

    Excelente post, adorei.

  80. Ricardo 07/07/2016 at 12:27 -  Responder

    Olá Daniel, Me identifiquei muito com o seu texto , pois sempre tive esse problema em minha vida… quando era novo, esse problema passava batido e tinha somente a impressão de ser “fogo de palha” como meu pai sempre me chamava … queria fazer de tudo mas não finalizava nada, sempre desistia no meio do caminho!
    Sempre fui muito e sou ainda ansioso, tenho vergonha de roer minhas unhas desde que me entendo por gente. Mas depois de uma certa idade a coisa foi piorando e isso começou a afetar muito a minha vida! Primeiro profissionalmente, pois comecei e não terminei minha faculdade, hoje sinto falta de não ter uma graduação, não levei a serio e não finalizei meu curso de ingles, isso também me faz muita falta e principalmente fico sempre com um sentimento de fracasso , de desistência!!
    Uma coisa que sempre me chamou a atenção mas não estava identificando o porque , é que sempre fui muito inteligente, com muita facilidade de aprendizado, sempre fui ótimo no colégio e em tudo que procurei fazer na vida, mas sempre ficava no meio do caminho vendo pessoas com muito menos capacidade que eu vencer na vida e eu ficando pra trás!! acredito que este texto diz bastante sobre isso …. chegou a um ponto que este sentimento me fez começar a me sentir derrotado , me sentir pior que as outras pessoas, me sentir incapaz, e isso esta me afetando muito até no meu relacionamento.
    Tenho hoje uma família que depende de mim e depois de 44 anos fui pai , meu filho esta com 2 anos e minha Familia é a coisa mais importante na minha vida! Mas esse sentimento de derrota esta acabando comigo e refletindo muito na minha família!
    Daniel , como começar a fazer algo por mim mesmo? Ler livros, eu nunca termino! como controlar melhor essa minha ansiedade, por onde começar?
    Sei que não tem todas estas respostas, pois cada pessoa é de um jeito, mas preciso encontrar um inicio… um caminho a seguir

    muito obrigado por este texto , já esta ajudando muita gente que como eu , se identificou com o que escreveu!

  81. wellingtongeek 28/07/2016 at 00:03 -  Responder

    O video esta em off poderia compartilhar o link

  82. Deisiane Freitas 12/08/2016 at 02:25 -  Responder

    Olá! Nossa passo pela mesma situação de todos aqui, tenho 24 estou na minha terceira faculdade e não consigo terminar nenhuma, comecei fazendo assistente social, arquitetura e agora estou na faculdade de biomedicina, sinto muita falta de arquitetura sai pela parte financeira e pelo tempo também, pois tenho dois filhos, mais assim não consigo terminar nada, até academia começo e paro também, não sei mais oq fazer, sofro por isso é não sei mais, me sinto péssima, um fracasso, e que nunca vou ser nada na minha vida, é difícil me sinto muito mal, e os dias vão passando me sinto mais mal ainda!

  83. joao paulo 15/08/2016 at 02:10 -  Responder

    cara eu nao consigo terminar minhas liçoes eu to escrevendo de boa e do nada eu to boiando

  84. Anónimo 01/09/2016 at 11:31 -  Responder

    Olá tenho 26 anos me identifico nessas palavras
    Mas hoje estou pensando em retorna a escola mais a palavra que fica em minha mente (será que término) comecei tanta vezes e fracassei…

  85. Anómimo 23/09/2016 at 17:18 -  Responder

    Me sinto completamente assim, cursos de Inglês mas nunca termino e EAD mas não consigo completar, começo a estudar para concursos mas logo me falta força, vontade e coragem pra continuar. Sinto que estou vivendo uma defasagem mental ou melhor um esgotamento mental, já não sou a pessoas motivada de antes. Não tenho mais vontade de cursa uma faculdade há um medo em mim de não conseguir concluir. Todos os relatos que le aqui se parecem com os meus…

    • Lanna Santiago 23/11/2016 at 12:59 -  Responder

      Boa tarde, mim sinto assim! Tenho só 22 anos sempre quis estudar, crescer profissionalmente, mais já tentei 2 vezes e não conseguir. É uma sensação horrível.

  86. Hermano Pinheiro 26/09/2016 at 17:13 -  Responder

    Meus Deus… Parece que fui entrevistado! E agora por onde devo começar Daniel Accorsi?

    • Daniel Accorsi 07/10/2016 at 12:38 -  Responder

      Amigo, a questão não é tão difícil como pensamos. Nossa mente muitas vezes complica mais do que realmente é. A procrastinação é a solução que damos para coisas aparentemente difíceis. Tente a técnica pomodoro para algumas coisas da vida. Veja aqui: https://pt.wikipedia.org/wiki/T%C3%A9cnica_pomodoro
      Abração!

  87. Luiz Soares 05/12/2016 at 01:16 -  Responder

    Muitas pessoas com o mesmo problema que eu por aqui
    ,dai percebi que não sou o único alevino
    o que me dá um certo alivio de girino
    ,e o grito que é comum a todos por ajuda
    também é o mesmo que grito no quarto escuro do meu peito todos os dias
    ,percebi que no fundo somos uma família de doentes sadios,
    inteligentes e extremamente covardes,
    belos e malditos,
    somos uma dualidade viva e exótica,
    algo desolador e cruel,
    ao mesmo tempo que sonhamos com reis e reinados ,
    imediatamente acordamos plebeus ou escravos,
    há de haver uma saída disso,
    mas por Deus
    como entramos nisso???
    Não acredito em ajuda,
    pois não acredito em nada que não seja fracasso,
    todo fracassado tem um lado eternamente eclipsado.
    Sim, temos uma missão,seguramente algo nobre e gentil,
    só não sei se vai ser lento
    o fogo da dor que consume o tempo,
    que resta entre nós e o firmamento.

    Obs:isto não é um poema,mas sim um pedido de socorro.
    Aos amigos que queiram entrar em contato
    Belos e malditos,amigos do bem no facebook.

  88. Nane Santos 23/01/2017 at 14:07 -  Responder

    Olá. Infelizmente eu me encontro nesta situação. Não consigo terminar nada que começo. Fico empolgada no início, cheia de ideias e perspectivas e à medida que o tempo vai passando tudo deixa de ser importante e necessário para me fazer continuar. Eu já fiz faculdade de Eng. Civil, Nutrição e estou cursando Eng. de Petróleo. Mas não tenho motivação. As vezes acho que consigo, mas na maioria das vezes estou sempre para baixo. Me perguntando se quero isso, o que vai me trazer de bom e o porquê disso tudo.
    Tenho vontade de sumir, ir para lugares distantes, me isolar.
    Vejo todos ao meu redor concluindo seus planos e etapas. Eu continuo parada no tempo, nada funciona, nada dá certo.
    Sou nova, e a única coisa que consigo pensar que tenho de qualidade é o fato de me considerar inteligente. Mas que também não está valendo de nada.
    Sinto vontade de desistir a todo tempo. Já fiz terapia, pensei que estava melhor, mas parece que tudo voltou a ser como era antes. Eu não sei o que fazer! Preciso de ajuda

  89. Otserv Otserv 22/02/2017 at 04:12 -  Responder

    Eu acho ridiculo uma pessoa fazer um processo destes e deixar em branco a solução. Faltou detalhes de uma solução e sobrou detalhes do sentimento. Muita coisa deve ser levado em conta, por exemplo a famosa PREGUISSA de fazer tudo. Aqui vai alguma solução: 1- TENHA CORAGEM DE FAZER O QUE PLANEJAR;
    2- TENHA COMPROMISSO;
    3- FAÇA RELATORIOS DO QUE PASSOU, DO QUE FALTA, E QUAL SERA O PROXIMO PASSO E COMECE POR EM PRATICA;
    4- TUDO EM SEU TEMPO, MAS NAO DEIXE O QUE PODE FAZER HOJE PARA AMANHA. FAZENDO HOJE, SOBRARA ESPAÇO AMANHA PARA AVANÇAR AINDA MAIS;
    5- TENHA PASCIENCIA, NINGUEM CHEGA LA DE UMA VEZ, VIDA PLANEJADAMENTE UM DIA DE CADA VEZ;
    6- SEMPRE ESTEJA SE IDENTIFICANDO COM SEUS PROJETOS, PLANOS, ESTUDOS, ETC…. SÓ ASSIM ENCONTRARA MOTIVAÇÃO.

  90. Patrícia 02/03/2017 at 20:45 -  Responder

    O meu caso está tão sério, que nem o texto eu consigo acabar de ler!! 😥

  91. Thales 02/04/2017 at 21:58 -  Responder

    Agradeço o texto. Deixei esse problema tomar conta de mim de forma catastrófica!
    Eu simplesmente não consigo fazer mais nada por completo, não devo ter terminado os últimos 10 filmes que comecei, há anos não termino um livro, mal termino os textos que começo a ler, entre outras coisas.

  92. jorge Parente 26/04/2017 at 16:44 -  Responder

    Que doença é essa ?? Alguém sabe dizer ??

  93. Vívian 04/05/2017 at 22:58 -  Responder

    Só procurei porque realmente eu não tô bem.. estou no 3° semestre da faculdade não tô focando nas matérias, tudo tá difícil um pensamento sou algo diferente sempre vem a tona… gente eu quero chorar.. juro. Já choro muito por isso. Eu não levo nenhum relacionamento a frente . Se a pessoa me magoou em uma simples coisa eu já não quero mais. A vida me deixa desanimada… sério muitas vezes eu queria desaparecer de mim mesma…. se alguém quiser falar tem o App. ( 71 9 9682-7509 ). :((

  94. Leandro 20/06/2017 at 20:40 -  Responder

    Eu sempre começo a estudar para concursos e paro no meio do caminho. Já aconteceu umas 3 ou 4 vezes comigo. O Pior é que estou desempregado e comecei a estudar novamente para concursos e ainda não tenho a certeza se vou conseguir ir até o final novamente.

  95. MIRIANE 14/09/2017 at 15:57 -  Responder

    Não sei o que acontece comigo, tenho idéias incríveis, coloco em prática e quando parece que ta tudo dando certo eu perco o interesse e paro com aquilo.
    Exemplo: queria ser cantora, me tornei cantora, cantava em bares, bailes e festas…quando todos diziam que eu era muito boa eu perdi o tesão e parei.
    quis ser locutora de rádio, lutei pra conseguir uma vaga e provar que eu era capaz, por 1 ano eu tive o programa de flashback mais ouvido da minha regiao, tinha até fã clube e do nada tive um desejo incontrolável de abandonar a rádio.
    Resolvi fazer artesanato, na minha cidade sou considerada a melhor no meu seguimento, mas já estou perdendo o interesse…foi assim com meus estudos, relacionamentos, amizades, etc…Sofro muito com tudo isso, pois quando digo que vou fazer alguma coisa todo mundo sabe que é fogo de palha, daí eu me viro do avesso pra provar pra eles que eles estão errados e quando consigo ser a melhor no que estou fazendo novamente eu perco o interesse…
    não sei mais o que fazer…é muito frustrante tudo isso

  96. Camila 26/09/2017 at 11:56 -  Responder

    Nossa, tô tão assim que nem o texto inteiro consegui ler por conta da ansiedade….
    Percebo que tenho tudo para vencer, tenho uma família todos estão bem e com saúde, tenho um namorado que é um sonho de tão bom, ele já é pós graduado está super bem na vida, e eu aqui com 23 anos no segundo semestre da faculdade pensando em trancar, pois já tenho muitas faltas… A faculdade é dois anos… Desisti de um estágio super concorrido na qual eu fui selecionada… Por causa da depressão e ansiedade e acima de tudo medo de ficar perto de gente…, Não consigo conviver com pessoas, tudo que elas falam me magoa, mudo de humor o tempo inteiro, saboto todos os meus planos, começo e nunca termino nada, mesmo eu estando muito bem vestida sempre me sinto um lixo perto das pessoas, sei que tenho capacidade, e até conseguiria se eu tivesse mais auto-confiança, sempre acho que todo mundo é melhor que eu, e sinto que não mereço o que eu tenho, sinto que não mereço a bondade do meu namorado, não mereço a família que eu tenho vejo que todos são fortes e determinados e que não medem esforços para fazer qualquer coisa que seja, e tudo que eu vou fazer até mesmo me arrumar para sair é um sacrificio sem falar nos pensamentos suicidas que são todos os dias… Não tenho vontade de nada e sinto apatia por tudo :((

  97. diego 29/09/2017 at 13:20 -  Responder

    comecei a ler, mas desisti 🙁

Deixe uma resposta

Comentários

Arquivo

Receba por e-mail

Você receberá pro e-mail as novas publicações do Alvo Conhecimento. Poderá cancelar a qualquer momento.